Emprego: Setores de Hotelaria, Construção Civil e Logística estarão em alta em 2015 no RJ

O ano de 2015, de acordo com especialistas em recrutamento e seleção, será de boas oportunidades para aqueles que se prepararam para atuar nas áreas de Tecnologia, Logística e Hotelaria. As funções que estão atreladas a esses setores — como motorista, carregador, gerente de compras, desenvolvedor de websites, analista de redes sociais, copeiro, cozinheiro e garçom — estarão em alta no mercado aquecido. Os postos de trabalho que serão criados acompanharão, ainda, as preparações do comércio e da indústria para a realização dos Jogos Olímpicos de 2016 na capital.

Mesmo num cenário de baixa perspectiva de crescimento econômico este ano, Patrícia Bailey, gerente de grupo de Hospitalidade e Educação Corporativa do Senac RJ, afirma que, no Rio, o mercado deve se manter aquecido.

— Quando falamos do setor hoteleiro, englobamos todos os prestadores de serviços envolvidos no funcionamento da indústria do turismo na cidade. Isso quer dizer que este ano e o próximo também serão bons para aqueles que trabalham com serviços, a exemplo de meios de transporte, como ônibus e táxis, e de quiosques e museus — apontou Patrícia, que também citou a abertura de 47 hotéis no Rio até 2016.

Para Paulo Sardinha, presidente da Associação Brasileira de Recursos Humanos do Rio de Janeiro (ABRH-RJ), o ramo de construção tem recrutado por causa dos empreendimentos imobiliários. Ele afirmou que o papel da área de recursos humanos é fundamental nesse cenário.

— No primeiro semestre, creio que as indústrias do ramo de construção, que trabalham para os governos, vão esperar a formação das equipes e as primeiras medidas para para poderem contratar no segundo semestre — disse.

Mudança de emprego

O momento é de cautela para quem deseja mudar de emprego em 2015. Com a baixa perspectiva de crescimento da economia neste ano, especialistas recomendam reflexão e estratégia para quem pretende mudar de atividade. De acordo com uma pesquisa da plataforma de seleção online Catho, 67,7% dos brasileiros consideram a mudança de trabalho em 2015. O comodismo e a falta de empenho do profissional têm impacto direto neste quadro, pois 26,7% dos entrevistados disseram que teriam investido mais em educação, se tivessem se empenhado mais em 2014. Anderson Costa, gerente da Gi Group Brasil no Rio, afirma que será um ano de desafios, tanto para empregadores quanto para quem busca um lugar no mercado.

— A tendência é que as empresas façam contratações estratégicas e pontuais, visando ao aumento de produtividade, porém, com grande controle de custos. Profissionais da área de vendas poderão ter oportunidades e grandes desafios de aumentar o faturamento — afirmou o gerente.

Fonte: Extra, Vida Ganha/Emprega, 11/01/2015 - http://extra.globo.com/emprego/setores-de-hotelaria-construcao-civil-logistica-estarao-em-alta-em-2015-15014709.html