Prefeitura de SP lança edital de concessão do estádio do Pacaembu à iniciativa privada

A Prefeitura de São Paulo lançou no último dia 01/06 o edital de chamamento público para a concessão do estádio Paulo Machado de Carvalho, conhecido como Pacaembu, pelo prazo de, no mínimo, dez anos. A licitação será lançada no segundo semestre e a concessão do estádio à iniciativa privada deve ocorrer até o fim do ano.

Segundo a Prefeitura, o objetivo da concessão é desonerar a administração municipal dos custos anuais de R$ 9 milhões com a manutenção ao ano, além de modernizar o estádio.

O centro poliesportivo do estádio também fará parte da concessão. Já o Museu do Futebol e a Praça Charles Müller não fazem parte do edital.

Os interessados na concessão devem apresentar, entre os dias 2 de junho e 3 julho, um rascunho do projeto que pretendem apresentar e os documentos necessários. Após o credenciamento, os interessados terão um prazo de 60 dias para apresentar todos os estudos, que serão submetidos a consulta pública.

Podem participar da licitação internacional pessoas físicas, pessoas jurídicas, consórcios, empresas, clubes e associações.

O projeto de transformar o Pacaembu em uma arena multiuso não foi abandonado e, para ser concretizado, vai depender dos projetos apresentados e investimentos.

Mas para o projeto ser concretizado, será necessário o aval dos vereadores. "Amanhã nós estamos apresentando na Câmara um projeto de lei de concessão do Pacaembu. Esse é um procedimento de manifestação de interesse, ele pode caminhar em paralelo com a autorização legislativa da concessão", afirmou o secretário municipal de Desestatização, Wilson Poit.

Apesar de ser tombado pelo patrimônio histórico, a Prefeitura acredita que seja possível construir uma cobertura para o fechamento do estádio e proteção do ruído que atrapalha os moradores da região.

O chamamento público não terá um único escolhido. Segundo Poit, serão aproveitadas as melhores ideias arquitetônicas de cada projeto. "Nós abrimos para ver quem são os interessados, cadastramos, autorizamos as empresas habilitadas. Nesse caso tem que apresentar um esboço para nós apresentarmos ao Condephaat e ao Concresp e aí nós ouvimos as melhores ideias. Cada um vai fazer seu estudo", declarou Poit.

O estádio do Pacaembu é um patrimônio histórico tombado pelo Conpresp e pelo Condephaat. O local foi inaugurado há 77 anos e hoje possui capacidade para abrigar 40 mil pessoas.

Clique aqui para acessar o edital de chamamento público para a concessão do estádio Paulo Machado de Carvalho.

Por Tatiana Santiago

Fonte: G1, São Paulo, 02/06/2017